O que falta neste mundo é Educação Espiritual

Bem sabemos que valores compartilhados socialmente influenciam a formação humana em cada geração. Se o meio social se encontra caótico e as famílias se apresentam fragmentadas e sem capacidade de oferecer valores humanos benéficos, as crianças e os jovens crescem em situação de risco, sem referenciais que lhes dêem um norte e possibilidades de escolhas saudáveis.

oração-criança-rezando-destaque

Hoje em dia, muitos pais não se preocupam em oferecer educação espiritual aos filhos. Esses aprendem a se relacionar com os objetos, com as coisas, são estimulados a lidar com os outros, mas não conseguem entrar em contato com eles próprios e muito menos em estabelecer um relacionamento com o Todo e com a vida de forma sagrada. Acabam por ter acesso a diversos conhecimentos sobre o mundo, sobre as tecnologias e acessam informações novas todos os dias nas mídias sociais, mas permanecem distantes de si mesmos.

Ao mesmo tempo em que têm acesso a tudo, podem tudo, estão perdidos e não sabem o que querem, não conhecem suas próprias potencialidades. Acabam por desenvolver sentimentos de indiferença, egocentrismo, pois não conseguem ver o mundo além de suas necessidades imediatas. E sem um sentido para a vida e senso de utilidade coletiva não se sentem responsáveis pela própria existência, pelas próprias escolhas e pela vida social. Não têm nada a contribuir e querem apenas suprir desejos. E quando frustrados, vivem profunda crise, pois se comportam de forma extremamente imatura, justamente por não terem sido educados para serem pessoas maduras, seguras e responsáveis.

Temos visto comportamentos estranhos entre as pessoas, ao mesmo tempo em que assustam, estão sendo encarados como normais. E isso é muito preocupante, pois acabamos por negligenciar valores importantes. Sem valores sólidos e coerentes com o bem, banalizamos a vida, as pessoas, as coisas, as relações. Tudo fica banal e sem sentido. O resultado é uma sensação generalizada de inadequação, fuga da realidade através de drogas e bens de consumo, e agravamento psíquico com tendências à depressão e transtornos ansiosos.

Bem se vê que cresce o uso de drogas entre jovens e o aumento da depressão, não só entre jovens, mas entre crianças.  É verdade que depressão pode levar ao suicídio. E suicídio é a segunda causa de morte hoje em dia entre pessoas de 10 a 24 anos. Está associado à desesperança, falta de apoio social e solidão. A cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio no mundo, como retratam os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Então, o que uma educação espiritual pode oferecer às crianças e jovens como forma de prevenir o risco social e transformar suas realidades e destino?

Educação espiritual é aprender ser no mundo, se reconhecer, reconhecer os outros como participantes de uma jornada e reconhecer uma realidade maior, transcendente. É poder aprender o exercício de uma vida plena de sentido e cheia de alegria e bem-aventurança. Assim, vale lembrar:

  • desenvolver valores humanos é essencial para a harmonia social (respeito, consideração, solidariedade, honestidade, veracidade, tolerância, bondade, etc);
  • uma visão espiritual da vida abre os horizontes para o sagrado, o bom e o belo;
  • entrar em contato consigo mesmo é a chave para descobrir potencialidades, discernir escolhas, desenvolver auto-governança, maturidade e amor próprio;
  • descobrir um sentido que vai além de si é saber que cada pessoa é importante e útil na construção da própria vida e do mundo;
  • engajar-se em um projeto humano de bem traz um senso de responsabilidade e utilidade com o Todo, um exercício do amor;
  • Desenvolver um relacionamento com Deus é descobrir uma vida infinita de plenitude e consciência, não tendo um Deus julgador e tirano, mas conhecendo um Deus que é a única realidade do Bem, de tudo o que existe. O bem é Deus, o amor é Deus. E porque não viver em Deus?

Então, o que as crianças e os jovens precisam é de ter acesso a possibilidades de bem, é de se relacionarem consigo mesmos, com o todo com sentido do sagrado e se engajarem em responsabilidades, podendo ser úteis e ativos. Crianças e jovens cooperativos entendem que possuem uma função no mundo e direcionam energia e força para mudar este mundo para melhor.

 

 

Anúncios

Dica de Leitura

Começamos a semana inaugurando uma nova sessão no blog: Dicas de Leitura! Uma vez por semana vamos falar sobre um livro alinhado com os princípios do Movimento DeDiCo. Nossa primeira sugestão é o livro “O Segundo Grande Elo” de  Elizabeth Pereira. Ótima opção para os leitores que gostam de um romance envolvente.

download

Este livro aborda um conteúdo histórico, que tem como pano de fundo a Segunda Guerra Mundial. Com um alto teor de detalhes, baseados em fatos reais, a história é narrada pelos espíritos por uma visão não conhecida até então por nós encarnados. O livro aborda 14 histórias sobre homens e mulheres que têm suas vidas entrelaçadas em meio à guerra e aos trabalhadores espirituais que, como elos de uma grande corrente, formam o exército de Jesus em uma grande missão. Cada história traz profundas reflexões sobre a problemática humana. Boa leitura!

Título: O Segundo Grande Elo.

Autor: Elizabeth Pereira, pelo espírito de Sophie.

Editora:  VivaLuz.

Páginas: 721.

CAMINHANDO NA LUZ

“Você abriga em seu ser toda luz que necessita para iluminar sua vida.” (Mestre Micaell)

person-110305_1920

O que fazemos quando estamos no escuro? Ascendemos uma vela, uma lanterna, uma lamparina ou algo para iluminar nossos olhos e para podermos caminhar. E quando estamos perdidos na escuridão da vida? Nos turbilhões que nos desvirtuam da luz de Deus? O que fazemos? Procuramos por nossa luz interior, pela chama divina escondida dentro do nosso ser ou tentamos outros meios para ir atrás daquela “luz no fim do túnel”?

Quem de nós nunca passou por situações de escuridão na vida? Quem de nós não passou por situações nas quais o nosso coração estava atrelado a confusões, às dúvidas e incertezas? Quantas vezes nós nos encontramos na penumbra da vida sem saber qual é o caminho, a direção e a luz a seguir diante de tantas situações que vivemos.

Não há nada mais estranho na vida do que caminharmos sem saber para onde estamos indo. Não há nada mais estranho do que andarmos em uma estrada sem saber onde ela vai dar, vivermos uma vida sem entendermos o significado e o sentido dela, fazermos as coisas sem sabermos o que estamos fazendo. Não adianta fazer por fazer, viver por viver. O sentido maior de estarmos aqui, é simplesmente o de caminhar na luz de Deus, na luz do seu amor incondicional.

“Encontre e viva a vida repleta de maravilhas espirituais que se inicia com a descoberta em si mesmo, da certeza e possibilidade de caminhar tendo o sol da consciência desperta a brilhar em você”. (Mestre Micaell)

Tenhamos uma razão maior para viver, uma razão maior para fazer, permitamos que a luz que vem do céu nos ilumine, transborde em significados e importância tudo aquilo que realizamos. Transcendamos, não fiquemos apenas no humano, naquilo que fazemos, para encontrarmos a luz e a paz em todos os nossos atos e atitudes. É preciso que a luz de Deus ilumine nosso interior. “Jesus pediu aos cegos que não contassem a ninguém o que havia feito por eles, para que as pessoas não se maravilhassem com o ato exterior de dois cegos que passaram a enxergar, mas  que eles contemplassem a maravilha maior que foi a luz de Deus entrando na vida deles.”

São muitas as situações que nos levam a nos perder nesta vida, mas nós não podemos perder o foco, não podemos embarcar na onda de um mundo egoísta e materialista, devemos estar sempre atentos e presentes no presente, fazendo a cada dia nossa construção interior. Não podemos perder a direção, nem tirar de Deus nosso olhar. Ainda que, em muitas situações e transformações pelas quais o mundo passa e vive, sejamos questionados e chamados a responder, mesmo que não tenhamos respostas para tudo, precisamos ter convicção de que Deus é a luz da nossa vida.

Para isso é preciso parar, silenciar, meditar, contemplar e orar.

Que possamos parar um momento em nossa vida, na verdade, que possamos parar a cada dia, minuto ou hora em nossa vida para nos colocar debaixo dessa luz. Porque nós caminhamos nos atropelando em meio a tantos compromissos e a tantas coisas que temos para fazer na vida, que nós, muitas vezes, nos perdemos no meio da estrada. Recomece sempre que se sentir fora do seu propósito, da sua caminhada espiritual. Sempre há tempo para recomeçar, basta querer, sair da zona de conforto e agir. Fazer o que tem que ser feito e não o que você acha que tem que fazer.

Não deixemos de parar a cada dia, não deixemos de rezar a cada dia da nossa vida, não deixemos que as coisas sejam feitas de forma atropelada, sem reflexão, sem meditação, sem oração e sem entrega interior da vida, das escolhas.  Os sinais de Deus são discretos, pedindo fé da parte daqueles a quem são enviados. Muitas vezes esses sinais são dados por meio de conselhos e orientações vindos de pessoas comuns que, segundo o julgamento humano, nem tem autoridade para tanto. Outras vezes, esses sinais estão nos acontecimentos da vida, corriqueiros ou até desprezíveis, como no caso do sofrimento, onde jamais se pensa encontrar alguma indicação segura para caminhar em direção à felicidade. Não deixe que a luz se apague!

Ilumine, com sua Luz, a sua vida e a irradie para o universo. Aproveite os minutos de alegria, sem pressa de novamente mergulhar nos trabalhos agitados. Olhe a paisagem, contemple as estrelas, aprecie os caprichos da natureza, colha em todos os canteiros as flores da alegria e do amor! Saiba viver integralmente os belos momentos de sua vida! A vida é um canto eterno de beleza. Os homens complicam a vida e dificultam a existência porque acreditam ser diferentes uns dos outros. Mas a vida é uma só e somos todos filhos do mesmo Pai.

Distribua luz, amor e compreensão a todos os que chegam até você. Faça como o sol que brilha igualmente para todos, em raios benéficos de luz e calor. Espalhe para todos a luz que vive dentro de você. Seja sua luz contagiante e viva, a fim de expulsar a tristeza de todos os que o cercam. Você agora é uma tocha de luz que deve permanecer sempre acesa, iluminando a todos. Caminhe na LUZ!

sunset-1625073_1920

“Desperta! Você pode trilhar esse caminho, coloque-se em movimento. Vibre no movimento do Despertar da Consciência Divina! para hoje, LUZ! Que brilhe Luz – Luz que é livre, verdadeira e eterna”. (Mestre Micaell)